Posts by conexoesclinicas

– Não brigue (muito) por causa da crise.

Desde 2014, ano de um período eleitoral pra lá de tenso e início de uma das mais graves crises político-econômicas brasileiras, tem sido muito comum nos consultórios e nas ruas escutar as pessoas dizendo de conflitos relacionais nos quais se meteram, desencadeados fundamentalmente por discussões políticas. Algumas dessas brigas se dão no ringue da internet,…

Read More

– Quebrando o viés “Made in USA” (por Flavia Cerruti)

Viver em Nairóbi (Quênia) me fez sentir pela primeira vez a responsabilidade que carregamos com a nossa imagem. Sou latina e sempre me identifiquei com a cultura do hemisfério Sul. Eu passei um pouco mais de um ano viajando em bicicleta pela América do Sul e, sempre que me deparava com alguém adaptado à cultura…

Read More

– Pesquisa de Harvard examina do que dependem a saúde e a felicidade

As pesquisas de cunho positivista tendem a recortar uma problemática e avaliá-la em um curto espaço de tempo. Essas pesquisas são hegemônicas no mundo ocidental pois são metodologicamente acessíveis e não necessariamente custosas para serem financiadas. De quebra, tem ampla aceitação midiática. Uma revista lança uma reportagem: “a ciência finalmente descobre que o ovo é…

Read More

– Os devaneios de Thom Yorke (ou o videoclipe vivido como um sonho)

Uma das bandas mais ousadas e criativas dos últimos tempos, o Radiohead lançou um videoclipe ano passado da música Daydreaming (devaneios ou sonhos diurnos), sob direção do prestigiado Paul Thomas Anderson. Eis a versão original do trabalho:   Até aí, temos um videoclipe aparentemente esquisito, no qual é possível captar alguma sensação de inquietude e angústia…

Read More

– A ‘Deepweb’ e o inconsciente freudiano

Talvez você já tenha escutado adolescentes ou pessoas particularmente interessadas no mundo da internet comentarem a respeito de uma tal de deepweb (internet profunda). O tema é intrigante, cheio de polêmicas e costuma despertar uma tremenda insegurança ao imaginarmos os efeitos práticos que essa rede subterrânea pode provocar em nossas vidas. A deepweb corresponde à todo…

Read More

– Open Dialogue approach: um novo modelo de tratamento para a psicose

  Desde os anos 1940 e 50, o tratamento a pacientes em grave sofrimento psíquico, em especial psicóticos, vem desenvolvendo-se em pelo menos dois grandes eixos: o da humanização e o da psicofarmacologia. A vertente da humanização, na qual se incluem as estratégias de reabilitação psicossocial, a garantia dos direitos humanos, a psicanálise e as…

Read More

– DELEUZE: Obra completa para download

Deleuze foi um dos maiores pensadores do século XX. Sua obra é repleta de conceitos inovadores que se entrecruzam para criar mais do que uma teoria, uma postura de vida. Através da releitura absolutamente original de autores como Bergson, Nietszche, Espinosa Proust, entre outros, Deleuze foi capaz de romper com o pensamento hegemônico e suas…

Read More

– Precisamos falar sobre os nomes dos remédios psiquiátricos.

Quem quer ter sucesso em vendas, sabe que uma das armas mais poderosas é dar ao seu produto um nome que gere o máximo de expectativas positivas no consumidor, criando a ideia de que algo se solucionará instantaneamente. Costuma funcionar assim com alimentos, produtos de limpeza, revistas de notícias e até com remédios. O caso da…

Read More

– A Ritalina e o “doping” dos vestibulandos

Quem convive ou atende adolescentes em fase de vestibular já sabe bem o clima que se estabelece nesta época do ano em que estamos. A ansiedade toma conta do vestibulando e da própria família, a expectativa das provas e dos resultados corroem a paciência e a sensação de estar sendo testado toma conta de tudo.…

Read More

– Vida clandestina (por Lia Novaes Serra)

Hoje temos a honra de ceder nosso espaço para Lia Novaes Serra. Lia é psicanalista, mestre e doutoranda pelo Instituto de Psicologia/USP. *** Valorizar a vida, legalizar o aborto. De início, nossa petição pode parecer contraditória. Afinal, compreendemos habitualmente que aborto significa a expulsão voluntária ou involuntária de um feto antes do tempo. Ou seja, nessa…

Read More

– 25 anos da Declaração de Caracas: um marco histórico para a Saúde Mental

Neste ano comemoram-se 25 anos da Declaração de Caracas. Foi através dela que as organizações internacionais legitimaram e deram sustentação institucional para os movimentos reformistas em Saúde Mental, que no Brasil teve início com o Encontro dos Trabalhadores da Saúde Mental de Bauru, em 1987, dando origem à Luta Antimanicomial. A Declaração de Caracas é…

Read More

– Quando parei de fumar (por Luisa Destri)

Passei algum tempo me perguntando quando eu poderia dizer que parei de fumar. Só me atrevia a contar que estava sem fumar, ou estava parando. A sensação de fragilidade era imensa: a qualquer momento eu poderia escorregar, ceder a uma tragada – e então, no encontro seguinte com aquela pessoa a quem eu havia contado…

Read More

– O papel do olfato no desenvolvimento da civilização.

De todos os sentidos, o olfato provavelmente seja o menos falado, discutido e retratado, tanto no meio científico quanto no literário. Sim, é verdade que existem grandes produções dedicadas ao tema como o célebre livro “O perfume” (1985), do escritor alemão  Patrick Süskind, adaptado ao cinema em (2006) e a produção nacional “O cheiro do ralo”…

Read More

– “Memórias de um Doente dos Nervos” (livro)

No início do séc XX, sujeitos excêntricos eram constantemente vigiados pelos olhos de uma sociedade altamente moralista e tradicional. Muitas vezes, comportamentos que desviassem do padrão eram sinônimo de ameaça para o sujeito que os praticava, com chances de viver até o fim da vida em um hospício e cair no absoluto anonimato. Antes de…

Read More

– Paixões alegres e tristes de Espinosa: um indício terapêutico?

Espinosa definia paixões como a afeccção que um corpo sofre por outro corpo. Mais precisamente, a modificação que um corpo tem em sua potência, sua capacidade de existir. O filósofo distingue paixão de ação pela causa: na primeira, quem determina a mudança de potência é o outro, há um outro corpo que causa uma modificação em…

Read More

– Sugestão de site: theviennapsychoanalyst.at

  Há mais ou menos dois meses o pessoal do site austríaco  www.theviennapsychoanalyst.at nos escreveu perguntando se poderiam adicionar um link do conexões clínicas a sua página. Foi assim que tomamos conhecimento desse interessante portal de psicanálise. A leitura do site vienense pode ser realizado em alemão ou inglês. Com design agradável e comunicação moderna, pretendem…

Read More

– Psicanálise e neurociência

              Sigmund Freud era neurologista de formação. Extremamente dedicado, visava alcançar alguma descoberta de impacto no campo científico, conforme assinalam as biografias a seu respeito. Chegou a realizar alguns trabalhos importantes na sua área e até aventurou-se a pesquisar os efeitos terapêuticos da cocaína, da qual se sabia muito…

Read More

– Michel Foucault: história e experiência (por Saulo Mota)

  Nas últimas semanas o nome do filósofo Michel Foucault tem sido evocado nas mídias digitais e impressas, depois que a cátedra universitária “Michel Foucault e a Filosofia do Presente” foi vetada pelo Conselho Superior da Fundação São Paulo, que é a mantenedora da PUC – SP. O motivo alegado, de que seu pensamento não coaduna…

Read More

– Adolescentes, jogos eletrônicos e hiperrealidade.

Certo dia, enquanto um de nós coordenava um grupo terapêutico para adolescentes, escutou de um deles: “vocês viram que o pessoal tá assustado, não tá saindo na rua com medo dos assaltos à banco que estão acontecendo?”.  Você deve estar pensando que o adolescente se referia a uma realidade concreta, ao contexto de criminalidade vivido…

Read More

– O que é loucura para você? (VÍDEO)

A loucura do “louco” Quem é o louco, afinal? Machado de Assis já brincava com as categorizações sobre a loucura, questionando os critérios para se dizer quem de fato está louco. E a loucura? O que é? O que ela representa para você? Loucura como expressão humana, fenômeno social, categoria abstrata, figura jurídica, com forças…

Read More

– Obras de C.G. Jung

C.G. Jung nasceu na Suiça, em 1875.  Psiquiatra de formação, iniciou sua carreira profissional em Zurique, onde conduzia o tratamento de pacientes esquizofrênicos. Jung foi talvez o discípulo mais proeminente de Freud e ativo colaborador no início da psicanálise. Ele pesquisou e desenvolveu conceitos fundamentais como o de “associação” e “complexo”, sendo que este último foi tomado…

Read More

– Sonhos: dos xamãs a Freud e Jung.

Desde que o homem é homem, os sonhos são matéria de grande deslumbramento e mistério. Ao longo da história já lhe foram atribuídos inúmeras significações: místicas, religiosas, premonitórias, ligadas aos movimentos da natureza, aos povos ou à vida pessoal do sonhador. Em diversas civilizações antigas os sonhos eram considerados um contato direto com o divino.…

Read More

– Suicídio: dados, fatores de risco e manejo.

O suicídio é um tema delicado para todos nós, profissionais de saúde mental ou para qualquer pessoa.  Tirar a  própria vida traz consigo questões de natureza filosófica, existencial, religiosa, ética, que remete ao próprio direito à vida; além disso, quando ocorre um suicídio de alguém próximo, a questão central é “o que fizemos para ajudar?”…

Read More

– “Causos clínicos”: quando a lei encontra o tratamento na saúde mental.

Existem diversas abordagens a respeito da lei no campo das ciências humanas. Na psicologia e na psicanálise existem muitos estudos que relacionam as categorias psicopatológicas com a lei, como, por exemplo, a relação da perversão com a transgressão, os atos transgressivos na adolescência e a imputabilidade dos esquizofrênicos diante da lei. Uma abordagem consagrada deste tema na psicanálise refere-se…

Read More

– A medicalização da existência (Café Filosófico).

O psiquiatra e psicanalista Mario Eduardo da Costa Pereira foi curador de uma série de palestras no Café Filosófico do CPFL Cultura, com a temática “medicalização da existência”. O assunto está absolutamente em voga, já que as classificações psicopatológicas atuais deixaram de ser termos técnicos, servindo como instrumento daqueles que exercem a clínica, e tornaram-se a maneira pela qual…

Read More

– Drogas e trabalho: perguntas que devemos fazer “de braços abertos”

por Carolina Galvão de Oliveira Você pode ter um emprego que é um trabalho, mas você também pode ter um trabalho sem emprego. No emprego você assina contrato, tem holerite e FGTS; usa gravata, terno ou avental; tem crachá, catraca ou recepção. No trabalho você faz amigos, acha o café sem graça, compra flores para…

Read More

– Sugestão de leitura: O Demônio do Meio-dia (Andrew Solomon)

Andrew Solomon era um promissor escritor nova-iorquino quando foi acometido por seu primeiro episódio depressivo. Pequenos gestos como levantar da cama, se alimentar ou manter relações sociais tornaram-se desafios praticamente intransponíveis para Solomon, atormentado por pensamentos auto-inquisidores e um afeto sombrio. No doloroso dilema entre vida e morte, sua trajetória teve uma virada absoluta: ao invés…

Read More

– Obra Completa de Freud

Disponibilizamos aos nossos leitores a obra completa de Freud. A contribuição dele à psicologia dispensa comentários, bastando dizer que Freud foi o criador da psicanálise: teoria, método e técnica de investigação do inconsciente. Os livros encontram-se por ordem cronológica.   Bruno Mangolini, Tomás Bonomi e Bruno Espósito.   FREUD, Sigmund. Obras Completas (Imago) – Vol.…

Read More

– Futebol e Psicose: a história de um time.

  Como uma das atividades de um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizamos um grupo de futebol. Semanalmente pegamos um ônibus para o Centro Educacional Unificado (CEU) da região, onde temos reservado o uso de uma quadra. O deslocamento favorece o exercício da cidadania, o ganho de autonomia e a apropriação do espaço público, muitas…

Read More

– “Causos Clínicos”: as traquinagens no Acompanhamento Terapêutico

Quando trabalhava em uma instituição voltada a pacientes psiquiátricos, durante algum tempo atendi um paciente jovem com quadro de esquizofrenia já estabelecido e que em alguns momentos fazia uso abusivo de cocaína. Apesar dessa combinação arriscada, o paciente era geralmente afetivo, cheio de energia e de anseios com relação a seu futuro, tal como os…

Read More