Livro: “Clínica em Trânsito: acompanhamentos terapêuticos”


É com muito orgulho que nós, Equipe de A.T. do Instituto A Casa, dividimos esse trabalho com vocês. Foram mais de 4 anos de clínica, conversas, leituras, escritos, sonhos, frustrações e revisões até chegar a esse produto final que nos deixou muito satisfeitos.

O livro reúne testemunhos clínicos e questionamentos vivos acerca do trabalho do Acompanhamento Terapêutico. Retratar o trabalho da equipe de ATs do instituto é uma das muitas finalidades que este livro pode ter. Os relatos crus da clínica convidam o leitor a viver passo a passo as aventuras que essa prática traz.

Seguimos uma tradição (iniciada em 1991) de publicações pioneiras e de qualidade no campo do Acompanhamento Terapêutico. O quarto livro da equipe de ATs do instituto A Casa foi produzido após um hiato de 12 anos sem publicações. A nosso ver, tanto o campo quanto a técnica do AT foram ampliados consideravelmente durante essa época. Se a rua era o espaço clínico por excelência da prática do AT no fim do século passado e começo do atual, hoje, o alargamento do escopo do AT engendra novos desa os e nos coloca a pensar sobre diferentes formas de acompanhar — não que a rua e a cidade tenham perdido sua importância, apenas ganham nova dimensão nesses tempos.

Não haveria como não falar sobre as transformações históricas que convocam a clínica do AT para uma constante reflexão e recolocação de sua pratica. Seguimos a serviço de escutar a loucura, mas quais as loucuras de hoje? Como aparecem? A que demandas estão tentando escapar — já que a loucura, como a concebemos, trata-se de uma forma de escape de um imperativo cultural.

Estar lançado na vida de alguém é a frase que melhor define o Acompanhamento Terapêutico, prática do encontro por excelência. Os autores aqui discorrem sobre como acompanhar idosos com demências e pouquíssima perspectiva e tempo de vida; sobre acompanhar alcoolistas; sobre acompanhar crianças em situações de inclusão escolar; sobre acompanhar adolescentes na transição entre a instituição e a rua, ou entre a casa e a rua, sobre sujeitos completamente imersos no campo virtual; ou mesmo sobre acompanhar pacientes psicóticos graves que há pouquíssimo tempo estariam confinados em hospitais psiquiátricos.

Este trabalho coletivo, também conta com textos escritos por parceiros convidados que, de alguma forma, contribuíram com a nossa clínica, seja através de aulas, supervisões, conversas ou leituras. Nossa vontade é a de criar um livro que se proponha a pensar as diversas psicopatologias a partir das afetações dos acompanhantes, e assim construir e problematizar manejos transferenciais e direções de tratamento. Também debater a diversidade e expansão do campo do AT, que vem aumentando consideravelmente. Abarcar essa vontade em 17 capítulos pareceu-nos tentar dar corpo a uma vivacidade clínica que não pode ser contida. Esperamos que as palavras nos ajudem a transcender qualquer fórmula, qualquer tentativa de formatação do
discurso e pensamento sobre o AT — e nos levem além.

Para comprar o livro por preços promocionais escreva para bonomitomas@gmail.com ou compre online aqui.

Tomás Bonomi, Cristiana Kehdi Gerab, Márcia Fares

Leave a Comment





%d blogueiros gostam disto: